Categorias
Comportamento

Relacionamentos modernos e a volta da esfregação

Esfregação, o ato sócio-erótico que serviu para aproximar pessoas durante muitas gerações, que quase desapareceu com a chegada da internet, mas que hoje está voltando, mesmo que de uma forma bastante diferente e que não dê mais tão certo como antigamente.

Categorias
Contos

Marinalva e o Santo Casamenteiro

Marinalva foi à igreja pedir a Santo Antônio que a ajudasse a achar seu grande amor e terminou encontrando o santo pessoalmente.

Categorias
Família

A sogra, a nora e o banco do carona

Eu nunca entendi essa coisa de gente fazendo questão de se sentar no banco da frente de um carro, como se fosse algo especial, como se isso aumentasse a importância da pessoa. No fundo, isso para mim é sinal de imaturidade e mesmo de burrice, já que sentar no banco do carona é até mais perigoso que sentar no banco de trás.

Categorias
Contos Família

O dia em que ela partiu

A mãe que resolveu não esperar mais para começar a ser feliz, largou tudo e foi embora de casa, deixando para trás sua vida antiga, mas sem saber o que o futuro lhe traria.

Categorias
Comportamento Família

Violência doméstica: toda atenção é pouca

Violência doméstica não é algo que surge de repente, um marido violento não fica violento de uma hora para outra. Os sinais de sua agressividade já podem ser observados cedo, contanto que se tenha a coragem de ver as coisas como são e não como se gostaria que fosse.

Categorias
Vida de Migrante

Relacionamentos binacionais e o sentimento de desigualdade e dependência

Sobre o sentimento de desigualdade e dependência muito comum no início de relacionamentos binacionais

Categorias
Alemanha Vida de Migrante

O relacionamento amoroso entre brasileiros e alemães

Sobre as dificuldades de encontro de duas culturas diferentes e sua compatibilidade

Categorias
Comportamento

Amores de longe

Sobre relacionamentos de quem vive distante

Categorias
Comportamento

A dor da traição – Exclusividade e possessividade

Traição dói, e dói muito. E essa dor nada tem a ver com possessividade.