Blog de Gustl Rosenkranz
máscara

Eu e a máscara

Meus problemas com a bendita máscara, que é quase pior que o vírus, pois faz com que eu me sinta traído.

Gente, vou falar uma coisa: esse coronavírus não é brincadeira, mas essa bendita máscara não fica muito atrás.

Antes da pandemia, confesso que achava exagerado quando via turistas asiáticos nas ruas usando máscara e até achava graça. Errei. Eles estavam certos. Países asiáticos simplesmente têm mais experiência com epidemias desse tipo e as pessoas conhecem o perigo e têm mais responsabilidade e disciplina. Hoje estamos todos nos mascarando e ninguém mais acha graça.

Estou de briga com os dois, com o vírus e com a máscara, mas com a máscara é quase pior, pois me sinto traído. Ela deveria me ajudar e não me aterrorizar tanto.

Experimentei primeiro as máscaras de pano, mas só uma realmente prestou. Claro que a perdi logo. As outras escorregavam para cima, quando não era para baixo, não gostavam de minhas lindas orelhas e só viviam soltando, depois de lavar encolhiam, um horror!

Passei para as máscaras cirúrgicas, dessas bem comuns, e o sofrimento continuou. Fui pagar no caixa do supermercado, olhei para baixo para pegar o cartão na carteira, a cabeça baixou e a máscara subiu, indo parar com a borda direto em meu olho, que começou a lacrimejar, o outro também, e eu fiquei ali choroso e quase cego, a mulher do caixa me olhando com cara de quem está com medo de perder o trem e meu nariz começando a escorrer em direção ao queixo desnudo. Desesperado, consegui pagar de alguma forma e saí dali odiando aquilo tudo.

Outra vez, tinha um compromisso e saí com pressa. Queria levar uma máscara de pano, mas esqueci. Pensei em voltar para buscar, mas perderia o bonde e chegaria atrasado. Resolvi prosseguir e usar uma máscara descartável que tinha comprado avulsa em algum lugar e que sabia que estava na mochila. Era minha máscara de emergência.

Coloquei a máscara e entrei no bonde e logo percebi que a desgramada fedia horrendamente, me deixando enjoado e esquisito. Mas fazer o que? Estava preso ali dentro, pelo menos até a próxima estação, e tirar a máscara não teria sido uma boa opção, somente uma demonstração de falta de solidariedade com os outros passageiros. Segurei as pontas e a catinga até o fim e saí do bonde com dor de cabeça e cambaleando igual um bebum. Gente, eu saí do bonde doidão. Deus sabe lá que cheiro foi aquele!

Está difícil, sempre que acho que comecei a me acostumar, dá errado. Uma vez mesmo, senti um gosto estranho na boca, quis cuspir, fui até um cesto de lixo e o fiz, me esquecendo totalmente que estava usando uma máscara. O resto você imagina. Eu digo, não dá certo, a máscara e eu nunca vamos morrer de amores um pelo outro.

Tem ainda a questão da humilhação social dos mal mascarados, como eu. Senti-me altamente humilhado quando estava ali com minha máscara baratinha e simples e chegou um cidadão com sua máscara hightech, cheia de válvulas e detalhes, como se tivesse enfiado a nave estelar USS Voyager na cara. Dá para ter uma ideia de como me senti? Totalmente indefeso, nu, se comparado com a máscara 4.0 do sujeito. Agora fique só imaginando se você fosse o vírus e visse nós dois, você escolheria quem? Claro, né, o besta com a máscara simples e não o outro com uma fortaleza na fuça. É o que eu também faria. Compreensível. Lógico!

Só não me senti humilhado quando falei com alguém de tinha uma máscara com a imagem de um Porsche. Na verdade, quase ri, pois via ele falando e imaginava o carro acelerando e ele recebendo toda aquela fumaça no rosto, hi hi.

Bom, não tem jeito. Sei que vou ter que continuar nesse relacionamento tóxico com essa máscara chata e traidora, pois ainda a prefiro ao vírus. Só que agora resolvi largar a máscara cirúrgica e me amancebar com a FFP-2, a última sensação nos desfiles de moda em Paris e Milão, e tenho a esperança de que dessa vez minha relação com a máscara será um pouco melhor. Encomendei e vai chegar hoje, depois conto como foi.

Um abraço meu e outro da máscara para todos vocês. Ela é chata, mas é para usar assim mesmo, viu?

#usemascara

Escreva um comentário

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.